APRESENTAÇÃO
 

 

É raro um engenheiro fazer uma incursão tão diversificada na sua tentativa e nos seus conceitos como esta que Paul Poulallion vem nos trazer.

Esse brasileiro por aquisição, de origem argelino-francesa, recolheu da experiência argelina o espírito da luta do Terceiro Mundo pela modernização e soberania, e da França a sofisticada formação técnica completada pelo humanismo e pela especulação teórica.

"A Classe Acima da Luta" tem a marca do instigante lançamento de idéias na fronteira do atual estado das artes nas áreas inseridas neste ensaio: economia, política, ecologia e estudos da energia.

O conceito mais ambicioso é o do Ecossenso. Uma tentativa de ultrapassar os limites das concepções produtivistas do socialismo e do liberalismo. O desafio que se coloca é o de se encontrar maneiras de explicar a forma como se dá à relação entre sociedade e natureza, e lançar proposições de novas formas de articulação política, criando os atores adequados para dar formas possíveis estáveis à nova interação com a biosfera.

Os problemas da organização política da sociedade são trabalhados por Poulallion oferecendo uma visão conceitual das formas da organização do poder político na civilização ocidental do passado; e avança procurando antever formas que deverão surgir para dar sentido ou resposta aos problemas de organização política da sociedade em face dos problemas de desequilíbrio do uso dos recursos naturais básicos para a vida.

No amplo conhecimento técnico que dispõe Poulallion, um conjunto de matérias na área tecnológica vai enriquecendo e tornando mais atraente o desenvolvimento dos argumentos em torno das teses apresentadas no ensaio. A polêmica deverá permear este livro devido à controvérsia que a maior parte dos pontos envolvidos coloca para o público, em especial, do Partido Verde. A oportunidade de ter teses de política, economia e de política ambiental, energética e tecnológica desenvolvidas por uma cabeça fortemente ancorada no conhecimento e na experiência das tecnologias contemporâneas, nos parece um privilégio que este trabalho nos proporciona.

Para os "Verdes", em especial, as idéias aqui colocadas darão a oportunidade de discutir e trabalhar, sob ângulos novos, um sem-número de temas e questões que estão pouco discutidos, em grande parte mal colocados, e vítimas da letargia e da abstinência intelectual que vem dominando cada vez mais a cena política brasileira. A aproximação de Poulallion com os "Verdes" é crescente, tendo-se iniciado há uns seis anos, se estou certo, e desde então tem seguido um itinerário de muitas ações, muitos estudos e debates e, mais, muitos artigos. Este trabalho, "A Classe Acima da Luta", revela bem o resultado desse percurso, o que, esperamos, estenda o raio desta discussão, levando aos ecologistas e "Verdes" idéias e propostas.

A integração que é buscada por Poulallion com os "Verdes" tenderá a intensificar seus vínculos com o movimento "Verde" fazendo com que suas propostas sejam cada vez mais refletidas por aqueles que estão preocupados em pensar saídas, para o Brasil, que viabilizem duravelmente o país do ponto de vista ambiental.

A doação dos resultados deste livro ao Partido Verde denota bem o grau de investimento e estímulo do autor para com o partido, mas também não poderia ser mais óbvio: as idéias "Verdes" devem ficar no Partido Verde!

SIDNEY DE MIGUEL LOURENÇO
Deputado Federal - RJ
Líder do Partido Verde